carnavalhistóriamúsicasdicionáriocarnaxe



Tuaregues - Os guerreiros do Deserto Africano
os filhos do vento
Tema do Bloco Olodum para Carnaval de Salvador 2004

O bloco Olodum apresenta como tema do carnaval 2004, a história e a luz do povo africano Tuaregues. Conhecido mundialmente como senhores do deserto africano do Saara, o maior deserto do mundo e por serem homens que andam com roupas azuis e preta , o povo Tuaregue será homenageado no carnaval da Bahia em 2004 através das canções e das roupas inspiradas neste especial povo africano.
O nome "Tuaregues" lhes foi dado pelos europeus, a fim de distingui-los de outros povos. Sua verdadeira designação, porém, é kel tamashek - aqueles que falam o tamashek, sua língua comum. Sua escrita original, o tifinarh, de origem fenícia, tem sido objeto de intensos estudos. Ainda hoje encontramos seus caracteres gravados nas figuras rupestres tão abundantes no Saara.
No passado, só as mulheres tuaregues sabiam escrever. Existe também uma "linguagem muda", usada para transmitir mensagens secretas. Os Tuaregues a empregam tanto em transações comerciais quanto nas relações amorosas. Nela, o dedo indicador traça complexos ideogramas na palma da mão daquele a quem se dirige a mensagem. Uma aura de mistério envolve os nômades do deserto conhecidos como Tuaregues. Em toda sua vida adulta, os homens Tuaregues, se cobrem com um longo véu azul, que os mais conservadores não retiram na frente dos outros nem para comer.    
Há muito conhecidos como guerreiros, mercadores e excelentes guias através dos perigos do deserto do Saara, os tuaregues encontram sua independência ameaçada enquanto seca após seca mata os seus rebanhos. Os Tuaregues têm um rígido sistema de castas, mas, diferentes de seus vizinhos árabes, eles equilibram as responsabilidades dos homens e das mulheres. As mulheres tuaregues, guardiãs da língua, freqüentemente são conclamadas a resolver questões difíceis de direito ou de literatura.As crianças Tuaregues herdam as propriedades e o status social de suas mães, até mesmo para dentro do casamento.
“Tuaregue” significa os abandonados por Deus”, nome que lhes foi dado pelos árabes, embora os Tuaregues se referem a si mesmos como “os homens livres”. Sua tradição nômade lhes dá independência que não respeita nem autoridades políticas e nem as religiosas.Enquanto sejam nominalmente maometanos, muitos tuaregues vieram ao deserto para evitar submeterem-se aos conquistadores árabes e converter-se ao Islã. Usam a música para expulsar maus espíritos, e amuletos para proteger-se de espíritos solitários que assombram o deserto. Muitos tuaregues, especialmente os que abandonaram a vida de nômades pela cidade, admitem que eles também são um povo solitário. As origens dos Tuaregues parecem perdidas no tempo. Uns lhes atribuem ascendência egípcia. Outros, iemenita. Alguns ainda os consideram descendentes de uma antiga tribo européia. Mas a maioria acredita se tratar de um povo berbere, os antigos habitantes do Saara.
Os vestígios de suas origens se perderam, mas se sabe com certeza que, durante muito tempo, dominaram enormes extensões do deserto. Viviam do pastoreio e do comércio, atacando caravanas e os povoados à sua volta. Os Tuaregues não se distinguem por traços físicos comuns. Costumam ser altos, de pele negra rosto alargado, olhos escuros e cabelos ondulados e negros. O Bloco Olodum desfila no carnaval de 2004 nos dias de sexta , domingo, terça em Salvador


Fonte : CarnAxE

www.carnaxe.com.br