"Inicialmente realizada para prover as necessidades das brincadeiras carnavalescas dentro das casas, a fabricação de limões-de-cheiro torna-se uma atividade bastante atraente para a camada mais devalidas da população que aproveitavam para lucrar alguns tostões com a verdadeira loucura entrudística que tomava conta da cidade."
Assim, anunciava o Periódico "O Mequetrefe" em 1883.


E dentre uma história e outra, o CarnAxE vai lhe contar como se preparava esses limões perfumados:

  Pegue um limão suculento e espete-o em um palito.
  Com uma lâmina, faça vários cortes no limão.
  Em um recepiente, misture verdete, anil e carmim.
  Leve por 5 minutos essa mistura ao fogo.
  Mergulhe o limão nessa mistura.
  Pode-se fazer a mistura mais pastosa e inserí-la com seringa.
O Carmim é um corante de cor vermelha viva, que era utilizado nas cidades do interior nordestino para maquiagem. Há inúmeros vestígios que inseriam urina na brincadeira, mas essa é outra história.
Os limões-de-cheiro eram utilizados na brincadeira do ENTRUDO, durante o período carnavalesco.
O que é ENTRUDO ?, confira AQUI


HOME