cantinho da folia


bonecos gigantes de olinda

"Os Bonecos Gigantes surgem na Europa, provavelmente na Idade Média, sob a influência dos mitos pagãos escondidos pelos temores da Inquisição.

Chegam em Pernambuco através da pequena cidade de Belém do São Francisco, localizada no sertão do Estado. Os bonecos surgiram da vontade de um jovem sonhador que ouvia atento as narrativas de um padre belga sobre o uso de bonecos nas festas religiosas da Europa (1).

origem: zé pereira e vitalina

O primeiro boneco Zé Pereira confeccionado em corpo de madeira e cabeça em papel machê foi às ruas da pequena cidade de Belém do São Francisco durante o Carnaval de 1919   Depois de dez anos depois, no Carnaval de Olinda em 1929, criaram uma companheira para o Zé Pereira, a boneca Vitalina (1).


primeiros bonecos de olinda

A tradição dos bonecos gigantes, iniciada em Belém do São Francisco, ganhou as ladeiras da cidade de Olinda (cidade histórica do Recife, estado Pernambuco/Brasil) no Carnaval de 1932, com a criação do boneco do Homem da Meia-Noite, confeccionado pelas mãos dos artistas plásticos Anacleto e Bernardino da Silva.

Em 1937 surgiu a Mulher do Meio-Dia, em 1974 foi à vez do Menino da Tarde pelas mãos do artista plástico Silvio Botelho, que popularizou a tradição com criação do Encontro dos Bonecos Gigantes. Na alegoria, o Menino da Tarde é filho do Homem da Meia-Noite com a Mulher do Dia, e irmão da Menina da Tarde.

os bonecos - a brincadeira

A brincadeira começou com O Homem da Meia-Noite (1931). Segundo o conhecimento popular, todos os dias, exatamente à meia-noite, um homem muito bonito seguia a pé pela Rua do Bonsucesso, em Olinda (PE).

Ele fazia sempre o mesmo caminho. Depois de um certo tempo, as moças da rua descobriram a rotina dele e passaram a esperar, escondidas, atrás das janelas, para admirar o belo homem que atravessava a rua.

A fama desse costume foi se espalhando e virou uma brincadeira de Carnaval. Fizeram um boneco bem grande, todo bonito e elegante, de terno, gravata e chapéu, para passar à meia-noite, começando a festa de carnaval, na sexta-feira (2).

Curiosidade: até hoje, o boneco faz o mesmo percurso do Homem da Meia-Noite. Depois dele, surgiram a Mulher do Meio-Dia, o Menino da Tarde entre outros. Os bonecos sempre saem acompanhados por uma orquestra de metais. Eles chegam a medir três metros e meio de altura e pesam, em média, 35 quilos. Em Olinda, tem até corrida de bonecos gigantes (2).

"Sou boneco gigante que anda pelas ladeiras ..."
Boneco Gigante, música da Orquestra Conteporânea de Olinda - SEE+


geração de bonecos

Em 2008, o empresário e produtor cultural LEANDRO CASTRO criou uma nova geração dos Bonecos Gigantes. Montou uma equipe montada com diversos artistas como: Antônio Bernardo, Aluísio de Nazaré da Mata e a estilista Sineide Castro, responsável pelos figurinos dos bonecos.

Materializaram grandes ícones da história e cultura brasileira e personalidades mundiais como: Papa, Lampião, D. Pedro I, Michael Jackson, Chacrinha, Pelé, Neymar, Os Beatles, David Bowie, entre outros.


Em 2009, foi realizado na segunda-feira do Carnaval de Olinda, a primeira Apoteose dos Bonecos Gigantes com 30 bonecos, em 2016 aproximadamente 80 bonecos, já em 2017 foram criados 28 gigantes que revivem grandes personalidades da cultura e historia pernambucana, brasileira e mundial.

A nova geração dos bonecos tem impressionado bastante a todos pelo grande realismo das expressões faciais e figurinos, o que originou o titulo de museu de cera popular itinerante. Este maior realismo foi obtido na inovação dos materiais utilizados, a matriz moldada em argila para posterior aplicação de fibra de vidro, material este mais leve e duradouro, as mãos dos bonecos permaneceram em isopor para não machucar nenhum folião durante as apresentações, a altura média dos bonecos é de 3,90m (1).


onde ficam os bonecos de olinda?

A EMBAIXADA DE PERNAMBUCO dos Bonecos Gigantes de Olinda surgiu da grande necessidade do turismo de Recife e Olinda de possuir um espaço cultural estruturado a receber turistas e recifenses para contemplar a grande magia da nova geração dos Bonecos Gigantes não só no carnaval, mas sim o ano inteiro.

O espaço localizado na Rua do Bom Jesus 183, Recife Antigo (desde 31 de julho de 2009), abriga a exposição permanente de 63 bonecos gigantes, dentre os 300 existentes desta nova geração que materializa ícones. A visita é monitorada por um guia que expõe a origem da cultura dos Bonecos Gigantes além de explicar o processo de confecção e manipulação. O Ambiente possui bela cenografia além de contar com a loja de souvenires e escritório para a encomendas de miniaturas personalizadas e gigantes.


a folia continua

A folia não pára por aqui, têm muito mais aqui ... SEE+



BIBLIOGRAFIA
- Pesquisadora Lilian Cristina Marcon
(1) Embaixada de Pernambuco - SEE+
(2) Agência Brasil EBC, Categoria Infantil, 2013
- Serpa Corretores
- Sky Scraper City


CarnAxE, o autêntico e mais completo Portal e Museu do Carnaval

Cultura e Folia : www.carnaxe.com.br